As 10 coisas que não deve partilhar nas Redes Sociais

| Publicado por | Categorias: Emprego

Quando está à procura de emprego, as Redes Sociais tanto podem ser as suas melhores amigas como um grande pesadelo. Esta ferramenta é muito útil para descobrir novas ofertas de emprego e para criar uma marca pessoal e profissional de si próprio. Por outro lado, todo o seu esforço pode ser em vão, caso seja descuidado com a sua presença online.

Partilhar uma fotografia sua demasiado animado num evento nocturno (por exemplo) pode ser divertido entre os seus amigos, mas um recrutador pode não achar piada.
Assim, é essencial que tenha em conta aquilo que partilha nas redes sociais assim como é importante verificar as suas definições de privacidade.

Conheça aqui as 10 coisas que não deve partilhar nas Redes Sociais, de acordo com o Undercover Recruiter:

1. Fotografias pouco profissionais

É provável que as empresas que pretendem recrutar não considerem engraçadas fotografias suas em que esteja alterado ou demasiado festivo. Tenha em atenção as fotografias que partilha e lembre-se que as empresas podem ir à sua “procura” nas Redes Sociais.

2. Linguagem rude

Dar a entender que é uma pessoa educada e acessível é essencial enquanto procura emprego. Escrever demasiadas asneiras pelas suas páginas pode ser contraproducente. Tenha em atenção a linguagem que utiliza e tente ser o mais correcto possível.

3. Referências negativas a antigos empregos

Algo correu mal no seu trabalho? Pode ser tentador partilhá-lo nas redes sociais para que os seus amigos saibam o que aconteceu, mas as empresas vão procurar este tipo de comentários. Evite falar mal de empresas ou organizações publicamente.

4. Referências a actividades ilegais

Referir constantemente actividades ilegais tais como drogas e agressões não o irão ajudar a encontrar um novo desafio. Pelo contrário, estas referências podem ser bastante prejudiciais para si.

5. Comentários controversos

Fazer comentários políticos ou partilhar opiniões controversas pode ser perigoso. Provavelmente muitas pessoas terão uma opinião diferente da sua e é possível que alguém se sinta ofendido pelos seus comentários. Pode ter azar e uma dessas pessoas ser de uma empresa a que se candidatou.

6. Lamurias constantes

Ninguém quer trabalhar com alguém que se queixe regularmente de tudo à sua volta. Pessoas assim costumam tornar os ambientes negativos e são mais difíceis de agradar. Se utiliza as redes sociais para se lamuriar sobre tudo, pense duas vezes e tenha em conta a imagem que está a passar de si.

7. Partilhas de outras pessoas

Todos temos aquele amigo que gosta de nos identificar em fotos embaraçosas ou que constantemente partilha conteúdo inapropriado nas nossas páginas. Se esse amigo pode “destruir” a sua reputação, altere as suas definições para que tenha de aprovar qualquer comentário na sua página.

8. Posts apressados

Partilhar coisas de forma apressada pode levar a erros gramaticais. Esses erros podem ser o factor que levam as empresas a não considera-lo para uma oferta de emprego. Antes de publicar qualquer coisa, certifique-se de que relê tudo com calma.

9. Faltas ao trabalho

Gabar-se de ter faltado ao trabalho para ir a algum lado, ou fazer piadas sobre estar atrasado pela terceira vez não são indicadores de ser um bom profissional. Evite este tipo de comentários.

10. Presença online inexistente

Não estar de todo nas Redes Sociais também não o beneficia. Actualmente é esperado que os candidatos saibam utilizar as últimas tecnologias e que sejam pro-activos na criação de páginas pessoais. A maioria dos recrutadores faz pesquisas neste meio e esperam encontrar alguma informação relevante.

Fonte: Alerta Emprego em “http://blog.alertaemprego.pt/as-10-coisas-que-nao-deve-partilhar-nas-redes-sociais/”

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *